Aquecimento global: planeta em risco

Ficando entre os assuntos mais citados em vestibulares e mídias onde falam um pouco mais sobre o meio ambiente, o aquecimento global pode ser colocado como um processo de elevação das temperaturas do planeta de maneira gradativa.

Seguindo a grande maioria dos estudos referente às visualizações climáticas, a ocorrência do aquecimento global estaria sendo potencializada por um fator externo. Qual fator seria esse? Pois é! O ser humano consegue causar problemas atmosféricos tanto a nível terrestre quando nos oceanos, uma vez que os mesmos provocam o derretimento das calotas polares.

O Painel Internacional sore Mudanças Climáticas, também sendo chamado simplesmente de IPCC, declarou junto a ONU que o último século foi o mais quente de todos os tempos, tendo um crescimento quase de 10 ºC em todo nosso globo. Segundo o mesmo órgão, a previsão é que as mesmas temperaturas acabem por continuar a aumentar seus níveis atualmente, exigindo campanhas acionarias para tentar impedir um pouco o problema.

Quais são as causas do aquecimento global?

Ainda pegando carona nos estudos dos especialistas, as principais causas do aquecimento global ficam dentro da intensificação do efeito estufa, tratando-se de um fenômeno natural diretamente responsável pelo ajuste do calor da superfície terrestre, intensificando todos os prejuízos.

O constante desmatamento das florestas também é um motivo forte para se considerar. Elas possuem a importante função de amenizar um pouco as temperaturas através do seu controle de umidade.

Não sabendo com clareza se essa informação é verdadeira ou não, era comum que as pessoas acreditassem que as florestas também eram responsáveis por absorver o dióxido de carbono, emitindo todo o oxigênio para a nossa atmosfera. O oxigênio que será produzido é utilizado pela vegetação saudável do globo, emitindo dióxido de carbono na decomposição de diversas matérias que sejam orgânicas em núcleo.

Como reduzir o aquecimento global e cuidar do nosso meio ambiente

Segundo os dados da ONU junto ao relatório do IPCC, o alerta ficará referente as medidas para reduzir quase metade das emissões de carbono, evitando o grande aquecimento. Ainda segundo ela, reduzir o aquecimento global irá requerer um esforço gigantesco não só das entidades responsáveis por cuidar do meio ambiente, mas também das próprias pessoas.

Tentar limitar a elevação da temperatura poderá prevenir mais que 150 milhões de mortes prematuras devido a poluição do ar. Tal evolução é vista como uma enorme evolução não só no planeta, mas em níveis econômicos. É possível até reduzir os emissores de carbono.

Já passando para as florestas, proteger todos os ecossistemas e potencializar a prevenção das florestas são as melhores maneiras de reduzir as emissões de carbono. Por isso, parar de desmatar as florestas ainda é um tema polêmico que deve sempre ser colocado na mesa, uma vez que a falta do seu cuidado pode nos custar muito no futuro. Pense nisso!